Diário – percepção das coincidências

24 – Ela joga búzios, e a minha vida vira ansiedade.

25 – Ela me conta o que foi visto. Muitas coisas boas para vida dela, muitas mudanças. Sobre a vida amoroso, o guru, não ve nenhum “amor da minha vida”, e sobre a minha pessoa, ele diz q não vamos voltar a namorar e se voltarmos, vai ser por pouco tempo.  Ela me conta mais coisas interessantes e seguimos nossas vidas.

26 – Começamos a conversar com muito mais intimidade, por incrível que pareça, parece que perto do fim, damos mais valor. E então vivemos em um dia, todas as sensações juntas e principalmente, toda aquela ansiedade maluca que nos cerca desde o dia que terminamos. Fomos amigos, amantes, namorados, insuportaveis, inimigos, e por fim, de novo, amantes.  A minha cabeça começa a entrar em paranóias e então uma amiga me liga, na casa dela conversamos, desabafamos, e voltamos pro centro. Lá pelas 21 horas, me bate uma saudade  enloquecedora, da garota, e num impulso, ligo pra ela. Uma, Duas chamadas não atendidas, desligo o telefone triste e logo depois meu telefone toca, a minha vida inteira passou como um filme nos 5 segundos que demorei para olhar o visor do celular. Mas não era ela, era uma amiga convidando para ir beber em outro bar. O tédio bate e vou para casa. Ao chegar em casa, na impaciência de pensar em tudo que acontece, ligo para um amiga para conversar, com a garota me chama no msn, mais que ligeiro, desligo o celular, e caio na conversa, onde me emociono com cada palavra dita. E a primeira frase consistente que escrevo é: “não importa o que aconteça, não importa nada, quero passar todos os segundos da minha vida do teu lado, até o momento em que não nos suportemos mais” (talvez um pouco mais meiga). E me debulho em lágrimas. Conversamos até as 3:30 da manhã, em uma agradável conversa. Combinamos por mim, voltar a se ver e ficar escondido das pessoas.

27 – Saio com amigos e vou num bar.. ficamos bebendo felizes e eu agoniado por não estar com a pessoa que tanto queria. Afinal de contas, o combinado era sair escondidos por enquanto, e os amigos em comum nos impediam disso. Passei a noite com sono e sem vontade de falar muito, mas, mesmo assim a noite acaba sendo divertidas e depois de várias cervejas acabamos todos numa tábua deentrevero.

28 – Domingo, final do campeonato gaúcho. Coração doi, estou muito triste. Mas falta pouco menos de uma hora para começar o jogo do Grêmio, o que me ilude um pouco com o passar do tempo. A garota troca duas palavras comigo pela internet e falo da minha tristeza e vontade de conversar, pois bem, ela diz ok, que está atrasada e que a noite poderíamos conversar. Sem mais nem menos, ela sai da internet. Passan-se meia hora e a monotia começa a virar exitação pela partida de futebol que esta prestes a começar, quando nesse instante ela me liga: “Bom paulo, me deram bolo, estou no centro, esta afim de conversar?”. Saio correndo de casa, nem pego o celular. Ligo o carro e em 10 min estou em sl, combinamos de nos encontrar na estação de trem.

As expectativas são nulas, o tempo passa de vagar, a vontade de ver a pessoa é muito grande, mas o fato de ela estar brava com a pessoa q a ignorou me deixa mais preocupado. Entro no bar, compro um refrigerante, na saída tento a procurar por perto e então a vejo. No que a encontro tento fazer a ceninha de chegar por traz e colocar as mãos em seus olhos, mas o ela me vê, e então o meu olhar procura no dela, saber com qual sentimento ela me espera. A expectativa é nula, mas depois de um grande e verdadeiro abraço, fico um pouco mais feliz.

Decidimos ir para uma praça. Caminhamos, sentamos, e começamos a conversar, ela estava bastante nervosa e brava. Ela falava muito irritada das suas aflições com a garota que tinha brigado, e começamos a conversar como amigos, a dar opiniões a falar de nossas preocupações e com isso começamos a ficar mais próximos e com o tempo mais meigos.. e em meio a abraços, ela me puxa e me beija suavemente. Fiquei surpreso, não esperava e me coração se encheu de alegria. Logo estávamos nos beijando como namorados que se afastaram porque um foi viajar, e agora, voltaram a se ver. A felicidade aumentava e a pressão sanguínea baixava, até que passo mal. Fico tonto, e não começo a respirar fundo. Depois de alguns minutos volto a sentir o meu corpo, onde voltamos a estação de trem para comprar um refri e salgadinho.. Logo me sinto muito bem novamente. E voltamos a nos beijar, dessa vez com mais intensidade.. E a imaginação fluindo, apertando o corpinho com um pouco de malícia, deixar uma lembrança boa depois de tanto tempo sem se ver. Então a levo para perto de casa, de onde ela vai caminhando para casa com o intuito de fazer o sangue circular e as buxexas terem um motivo mais sutil do que sair por ae e ficar exitada com garotinhos na rua.

Dae vou pra casa e me dou conta que o Grêmio tinha sido campeão do primeiro turno do gauchão. Vou dormir completamente re-energisado. E aproveito para passear energisando a casa toda.

Hoje, dia 1 de Março, acordo com muito mais vontade de trabalhar. Breve vamos começar a implantar o sistema que estou desenvolvendo. E as cobranças ja começaram.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: